A responsabilidade social de organizações em 10 passos

As organizações com ou sem fins de lucro afetam e são afetadas pelas sociedade, de várias maneiras. Ao refletirem sobre seu papel na sociedade, as organizações reconhecem quem tem um compromisso com ela. É o que se chama responsabilidade social.

Os 10 passos da responsabilidade social são:

Continue Lendo

Por que empresas podem ser boas em resolver problemas sociais?

Texto retirado do TEDTalks - Michael Porter: Why business can be good at solving social problems

Temos escutado, nas últimas décadas, sobre o acumulo de grandes problemas. Problemas ambientais, problemas sociais, toneladas de lixo que vão para o mar todos os dias, bilhões de metros cúbicos de CO2 entupindo nossa atmosfera, prospecto de falta de agua, transito, segurança, saúde... São tantos que, se você realmente parar para acompanhar, acaba por se sentir negativo com a vida.

Acontece que, de fato, são problemas que sempre existiram, apenas em uma escala menor. A maior diferença, realmente, entre a época em que vivemos para qualquer outra época de que tenho conhecimento, é nossa consciência sobre isso.

E por que então temos tantos problemas para enfrentar essas adversidades? As empresas podem ter algum papel na mudança desses paradigmas?

Continue Lendo

O feedback da geração Y evoluiu para melhor!

Grandes empresas dão o exemplo e deixam para trás as avaliações de desempenho que mais segregam do que agrupam.

Você já conversou de verdade com seus colaboradores?

As conversas, no formato de feedbacks periódicos, com o intuito de alinhar as expectativas da empresa com as dos colaboradores, já são processos inerentes de qualquer empresa que empregue uma ou mais pessoas. Essa ferramenta se torna importante para que o empregador saiba gerenciar seu grupo de trabalho de acordo com as situações que vao aparecendo: A empresa necessita de mais esforço mas vamos recompensar depois, o funcionário se encontra desmotivado e um aumento de 10% representa 50% mais produtividade. A sintonia entre as partes faz com que as energias de ambos sejam gastas em trabalhar, e deixar as especulações e preocupações de lado.

Continue Lendo

O surpreendente pequeno empresário

E a história de Davi versus Golias no mercado da era da informação

Que tal fazer o que você gosta de fazer, vender isso a alguém que queira seu produto ou serviço, agregando valor a este de forma que essa forma se torne um ganha-ganha?

Encontramos hoje em dia um cenário caótico de mercado. Empresas grandes vêem a frente a necessidade de se reformular para continuarem competitivas, deixar velhos paradigmas para trás e incorporar cada vez mais pensamentos humanitários, verdes, de comportamento orgânico, teorias novas de se repartir para multiplicar. Porém quanto maior a estrutura, mais intrincados são os controles antigos de qualidade, os processos a serem seguidos, maior a dificuldade em se adaptar.

Nesse contexto, surgem então as start ups! Pequenas empresas com grandes ideias, uma enorme resiliência e muita vontade de ganhar o mercado. Mas não somente elas tem essa possibilidade. Empresas pequenas e já consolidadas contém todo o necessário, e mais: Brand Awareness (conhecimento da marca pelo mercado), Capital de giro, Infra-estrutura...

Continue Lendo

  • 1
  • 2

Vamos trabalhar juntos? 
Fale com a gente.